Talles Barreto apresenta PL para que jornalistas de Goiás tenham prioridade na ordem de vacinação contra o covid-19

Foto: Arquivo

O deputado estadual Talles Barreto (PSDB) apresentou projeto de lei e requerimento solicitando que os profissionais de comunicação e jornalistas sejam incluídos no grupo prioritário de vacinação contra o covid-19. Segundo o parlamentar, a matéria tem o objetivo de proteger os profissionais, pois “em razão da atividade exercida, esses trabalhadores são extremamente expostos ao risco de contaminação e transmissão da doença causada pelo coronavírus”.

Barreto destacou, ainda, que as profissões de jornalista e comunicador são de extrema importância social, especialmente nesse momento de pandemia de ordem mundial, ocasionada por um vírus novo do qual não se tem informações precisas.  “O papel de jornalistas e comunicadores se mostra indispensável para propagação de notícias e informações pertinentes. Entretanto, a busca por informações e matérias informativas, expõe os profissionais ao risco de contrair a covid-19, e também de transmitir aos que com eles convivem”, frisou.

Para o deputado, diante às justificativas, é prudente que os profissionais de jornalismo e comunicação sejam incluídos no rol de prioridades da vacinação contra a covid-19, considerando o risco de sua atividade, a relevância pública e importância do papel social que exercem.

Compartilhe

Talles Barreto apresenta relatório pela rejeição de PEC que defende Extinção do TCM

Relatório de Talles Barreto é pelo arquivamento da matéria

O deputado estadual Talles Barreto entregou relatório pela rejeição da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que defende a Extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego). Um dos pontos defendidos pela PEC, apresentada pelo deputado estadual Henrique Arantes, seria a economia gerada aos cofres goianos através da extinção do órgão.

Talles Barreto destacou que, ao contrário do que é apresentado em uma das justificativas da PEC, a propositura não resultará em redução de despesas. A PEC propõe a extinção de todos os cargos em comissão do TCM, a integração dos servidores inativos e pensionistas ao quadro de inativos do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) e lotação dos servidores oriundos do TCM nos quadros e setores internos daquele órgão.

Segundo demonstrativo de despesa com pessoal apresentado pelo tribunal ao relator, a incorporação pelo TCE, de servidores egressos do TCM entre ativos, inativos e pensionistas elevaria o índice de despesas com pessoal para 1,54%, extrapolando o limite máximo proposto de 1,47%. “O limite de despesa de pessoal do TCE seria ultrapassado, ocasionando restrições orçamentárias e comprometimento da qualidade dos serviços de controle externo”, pontuou.

Para Talles, “[a extinção] promove mera realocação orçamentária entre órgãos estaduais. Pode-se afirmar, ainda, com segurança, que a medida acabará por trazer aumento na despesa total com pessoal, considerando a necessidade do TCE teria ao promover a reorganização interna, adaptação administrativo e de pessoal para receber os processos que se encontravam em tramitação no TCM”.  

Durante elaboração do parecer, o parlamentar esteve com representantes de órgãos e entidades relacionadas ao trabalho desempenhado pelo TCM, como a Associação Goiana dos Municípios (AGM), Federação Goiana dos Municípios, (FGM), Ordem dos Advogados no Brasil (OAB-GO) para discussão da matéria e construção de um relatório, segundo ele, “ponderado e contundente tendo posicionamento de forma unânime de apoio e de defesa da preservação e da não extinção do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás”.

O tucano apresentou, também, informações do TCM com dados e estatísticas do trabalho realizado por seus servidores aos municípios goianos. “Traduzindo em números, o TCM representou para o Estado de Goiás, em 2020, mais de 9 mil de processos apreciados e/ou julgado e mais de 2 mil unidades fiscalizadas. Exercitando a fiscalização, o TCM identificou desvios causadores de danos e imputou, débitos e multas por desvios de conduta”, frisou. De acordo com Talles, “são números que expressam a eficiência, eficácia e efetividade do órgão”.

Compartilhe

Talles cita Sandro Mabel e Jânio Darrot como nomes que podem aglutinar a oposição em 2022

Questionado pela coluna Giro do Jornal O Popular sobre as eleições de 2022, o deputado Talles Barreto (PSDB), líder do bloco oposicionista na Assembleia Legislativa, disse que a oposição possui bons quadros e citou os nomes do empresário Sandro Mabel e do ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot, que têm grande capacidade de aglutinação. “Precisamos recompor e reagrupar para buscarmos alternativas ao atual governo”, assinalou, descartando o MDB, que, segundo ele, estaria em altas conversações com os governistas.

Compartilhe

Talles Barreto realiza encontros com moradores das regiões leste e oeste de Goiânia

Encontro na região leste da capital (Foto: Brunna Ferro)

Pré-candidato a prefeito de Goiânia, o deputado estadual Talles Barreto têm defendido que a população goianiense precisa ter voz na construção de uma nova capital. Segundo ele, a população vive os problemas da cidade no dia-a-dia e possui “propriedade” para falar sobre o assunto.

Pensando nisso, o parlamentar iniciou uma série de encontros em diversas  regiões da capital. Foram realizadas reuniões nas regiões leste e oeste de Goiânia, programados para ouvir reivindicações da comunidade goianiense. 


A reunião da região oeste aconteceu na Associação de Bairros do Conjunto Vera Cruz, já a da região leste foi realizada na casa de uma liderança local no Jardim Novo Mundo. Para Talles, “os encontros foram positivos com participação incisiva da população e foi unânime a ausência do poder público vista pelos moradores”. 

Ele destacou que, cada região possui suas características e respectivas demandas. “Enquanto na região leste as reivindicações baseiam-se no setor social, na região oeste vemos problemas estruturais e de segurança”, frisou.

Talles reforçou que seu plano de trabalho será embasado através dos relatos dos goianienses sobre a capital.

Compartilhe