Talles Barreto apresenta PL para alterar Probem e contemplar instituições municipais de ensino superior

O deputado estadual Talles Barreto (PSDB) apresentou na sessão extraordinária da Assembleia Legislativa desta terça-feira, 9 de fevereiro, projeto de lei para alterar a lei nº 20.957/2020 que dispõe sobre o Programa Universitário do Bem (Probem) e contemplar instituições municipais de ensino superior.

 A matéria tem o objetivo de alterar o artigo 3º, II, da Lei sancionada do Probem para que possa ampliar a exigência contida na atual redação e, assim, atingir alunos que estejam regularmente matriculados em curso de graduação não gratuito, em Instituições de Ensino Superior autorizadas ou reconhecidas, não só pelo Ministério da Educação (MEC), como também as que estão regularmente credenciadas pelos Sistemas Federal e Estadual de Ensino, que não possuam penalidades ou estejam em processo de supervisão.

Segundo o tucano, “o intuito é comtemplar também alunos de Instituições Municipais que são reconhecidas pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), como temos em muitos municípios de nosso Estado, e que poderiam ficar sem o benefício”, frisou. O PL deve começar a tramitar na próxima terça-feira (16) quando inicia as sessões ordinárias do legislativo goiano.

Compartilhe

Talles cita Sandro Mabel e Jânio Darrot como nomes que podem aglutinar a oposição em 2022

Questionado pela coluna Giro do Jornal O Popular sobre as eleições de 2022, o deputado Talles Barreto (PSDB), líder do bloco oposicionista na Assembleia Legislativa, disse que a oposição possui bons quadros e citou os nomes do empresário Sandro Mabel e do ex-prefeito de Trindade, Jânio Darrot, que têm grande capacidade de aglutinação. “Precisamos recompor e reagrupar para buscarmos alternativas ao atual governo”, assinalou, descartando o MDB, que, segundo ele, estaria em altas conversações com os governistas.

Compartilhe

Talles Barreto defende retorno da obrigatoriedade de orçamento de 2% para UEG

Talles Barreto manifestou a favor da emenda do deputado Karlos Cabral (PDT) que pede o retorno da obrigatoriedade da destinação de 2% dos recursos da educação para a Universidades Estadual de Goiás (UEG).

A proposta foi discutida na sessão extraordinária desta segunda-feira (18) na Assembleia Legislativa, quando se iniciou apreciação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021.“A UEG sobrevive com menos da metade do que precisaria. Dessa forma, não vai conseguir se manter. Independente de quem construiu, a UEG é um patrimônio de todos os goianos”,  pontuou Barreto.

Compartilhe

Talles Barreto critica venda do Hospital do Servidor

O deputado estadual Talles Barreto posicionou-se contrário à compra do Hospital do Servidor, que atualmente está sendo usado como Hospital de Campanha para o enfrentamento da Covid-19, pela Secretaria do Estado de Saúde (SES) para abrigar o Hospital Materno Infantil.


Para Talles, não há justificativa de compra da unidade sob alegação que se trata de uma aquisição técnica. “Isso não justifica, com tantos hospitais a venda em Goiânia, a exemplo do Santa Genoveva. É porque [hospital do servidor] foi feito pelo governo passado. O que o Ipasgo precisa é abrir novos credenciamentos, uma vez que atende 600 mil vidas, fazer parcerias com os municípios. O que falta é gestão, olhar para a frente e não olhar no governo passado como têm sido feito deste o início”, frisou.


O tucano ressaltou que com esta medida será um em funcionamento com o fechamento de dois. Ele destacou, ainda, que “o problema do instituto não é de caixa, mas de gestão.”

Compartilhe